Columbia University Computing History

John Backus English   Bahasa Indonesia

Old Photo Newer Photo

Foto à esquerda: de [9]. A legenda diz: "John Backus, líder do grupo que desenvolveu o FORTRAN (1954-57), foi um dos primeiros programadores do SSEC". Após servir o Exército Norte-Americano na Segunda Guerra Mundial, Backus recebeu seu diploma em Matemática da Escola de Estudos Gerais de Columbia (Columbia's School of General Studies) em 1949 (e, creio eu, ele também concluiu seu mestrado em Columbia, mas não sei em qual ano). Ele trabalhou no Watson Lab, da IBM, na Universidade Columbia, de 1950 a 1952, e se tornou o líder do Grupo de Pesquisa de Programação da IBM, sendo homenageado como Membro da IBM em 1963. Além do FORTRAN, Backus também desenvolveu o BNF (Backus Normal Form ou Backus Naur Form, uma aplicação da gramática generativa de Noam Chomsky às linguagens formais de computação), a linguagem utilizada para descrever formalmente as linguagens de computação, além de ser o autor principal do Relatório Revisado do Algol 60. Ele se aposentou em 1991. Citação do prêmio ACM Turing:

Pelas profundas, influentes e duradouras contribuições às criações de sistemas de programação práticos de alto nível, notadamente através do seu trabalho com o FORTRAN, e pela publicação seminal de procedimentos formais para a especificação das linguagens de programação.

John Backus faleceu em sua casa, em Ashland, Oregon, no dia 17 de março de 2007.


Em 2004, eu troquei as seguintes correspondências com ele, após uma introdução:

____________________________
Data: Wed, 31 Mar 2004 12:06:14 EST
De: Frank da Cruz <fdc@columbia.edu>
Para: John Backus <jbackus1@xxxxx.xxx>
Assunto: Columbia University Computing History

Olá, John. É muito bom entrar em contato com você. Desde quando eu vim trabalhar naquilo que ainda chamamos de Watson Lab, você tem sido o herói local.

Meu primeiro contato com a computação e com o Fortran ocorreu em 1965, no exército. Cheguei em Columbia no ano de 1966 (quando a IBM ainda estava aqui, neste exato prédio onde estou agora, mas eu não sabia disso naquela época). Naqueles dias, o Watson Lab ainda estava entulhado com painéis de controle, baralhos de cartas e pequenos cabos. Eu ainda possuo uma mesa de aço de1940 e uma pilha de manuais EAM (minha primeira experiência com "programação" ocorreu no 407).

Paul [McJones] indicou meu artigo na web sobre a história da computação de Columbia:

http://www.columbia.edu/acis/history/
o qual, como acredito que você tenha visto, pode ser acompanhado através de links intermináveis para subpáginas sobre pessoas, equipamentos e eventos, além de diversos livros e artigos online. Eu comecei a trabalhar nisso quando descobri que tinha me tornado o cara mais antigo (quase) por aqui, e fonte favorita de nostalgia por parte de todos.

Quando comecei a escrever, entretanto, fiquei muito mais interessado pelas eras do Eckert e do Watson Lab do que por aquilo que possa me lembrar diretamente. Principalmente quando comecei a receber ligações e e-mails de veteranos desses anos, incluindo Herb Grosch, Eric Hankam, Ellie Krawitz, Ken Schreiner e Seymour Koenig, de todos os quais você provavelmente se lembra (e que podem ser contatados por e-mail), bem como muitos outros daqueles anos após a sua saída. Eric ainda vive no mesmo apartamento, próximo à esquina. Ellie está na NYU. Herb se encontra na Universidade de Toronto.

Este lugar tem uma incrível história, amplamente desconhecida em Columbia, sem falar no resto do mundo. Coincidentemente, Columbia está comemorando seu 250º Aniversário neste ano, e eu me tornei o historiador de computação oficial para a ocasião — vagarosa, mas definitivamente, venho incluindo material no website da C250:

http://www.columbia.edu/c250/
ex.: Hollerith (e, em breve, Eckert) como "’Columbians’ à Frente do Seu Tempo", bem como no volume comemorativo Stand Columbia ("Suporte a Columbia").

Se você olhar as páginas da história da computação, observará que eu tentei identificar um número razoável de precursores (alguns deles são discutíveis) que podem ser reivindicados pela Columbia e/ou Watson Lab em Columbia, como a primeira computação científica automatizada, a reunião de fundação da ACM e (este está dentro da sua alçada) o SSEC, sobre o qual existe uma escola de pensamento que afirma que ele é o primeiro computador genuíno com arquitetura von-Neumann (no sentido de que ele era capaz de realizar operações de programa armazenado e combinar instruções e dados na mesma memória, embora esse não fosse seu modo de operação normal, e apesar de sua memória interna ser mínima):

http://www.columbia.edu/acis/history/ssec.html
Bem, não quero que esta nota seja muito longa, portanto, pausarei afirmando que seria um prazer obter sua resposta e incorporar (com os devidos créditos, obviamente) qualquer coisa que você queira adicionar, bem como quaisquer correções. Estou com um rascunho biográfico bastante precário aqui:
http://www.columbia.edu/acis/history/backus.html
e adoraria preenchê-lo, especialmente com quaisquer questões relativas à Columbia ou ao Watson Lab. (Existe uma discussão atual no grupo Alt.Folklore.Computers sobre onde se localizavam as primeiras instalações do Fortran. Gostaria de saber se você manteve contato com o Watson Lab após sair, e se lhes enviou versões iniciais do 650 ou do NORC.)

Além disso, caso você possua quaisquer recordações de Wallace Eckert, eu poderia adicioná-las ao perfil dele:

http://www.columbia.edu/acis/history/eckert.html
antes que o C250 entre no ar com ele.

Obrigado!

- Frank

Frank da Cruz
The Kermit Project
Columbia University
612 West 115th Street
New York NY 10025-7799
USA

____________________________
Data: Sun, 11 Jul 2004 15:00:37 -0400 (EDT)
De: Frank da Cruz <fdc@columbia.edu>
Para: "John Backus" <jbackus1@xxxxxxx.xxx>
cc: "Dr. Herbert R.J. Grosch" <hgrosch@xxxxxxx.xxx>
Assunto: História da Computação de Columbia (novamente)

Olá John, Herb [Grosch] me incentivou a tentar falar com você novamente. Não tenho muito a complementar à minha primeira mensagem, exceto pelo fato de que estive fazendo bastante escavações desde então, e, como Herb notou, estou com alguns materiais novos da época do Eckert no Observatório Naval:

http://www.columbia.edu/acis/history/navalobservatory.html
http://www.columbia.edu/acis/history/almanac.html
http://www.columbia.edu/acis/history/tableprinter.html

Embora estes materiais tenham pouco a ver com a Columbia, além da conexão com Eckert, considero as épocas da guerra fascinantes, provavelmente porque meus pais estiveram na guerra, o que me fez crescer com ela. Tenho até mesmo uma pequena biblioteca de Almanaques Aéreos da época da guerra na minha estante!

Eu estava analisando o material de Backus na web neste momento e percebi alguns paralelos:

Assim como você (?), eu acabei criando uma carreira totalmente inesperada em computação, e aqui estou, 35 anos depois. Por falar nisso, Eric Hankam teve uma experiência no Exército parecida com a sua — ele passou todo o seu período de serviço militar na escola! Sua autobiografia está aqui:
http://www.columbia.edu/acis/history/hankam.html
Enfim, eu ficaria muito agradecido por qualquer coisa com a qual você queira contribuir, seja em forma de memórias, correções ou fotos da sua época em Columbia, ou qualquer coisa relacionada a ela. Minha breve biografia de Backus:
http://www.columbia.edu/acis/history/backus.html
ainda está um pouco incompleta, e tenho certeza de que a lista de publicação está LONGE de completa (falando nisso, nós temos um manuscrito, em nossa biblioteca de Livros Raros, chamado "Uma abordagem abstrata ao problema das quatro cores e a uma teoria dos mapas"; ele é seu?).

Creio que seu principal projeto no Watson Lab tenha sido o SSEC. Veja o que tenho dele:

http://www.columbia.edu/acis/history/ssec.html
Eu concluí com uma seção chamada "O SSEC Foi o Primeiro Computador de Programa Armazenado?", sobre a qual adoraria obter seus comentários. A propósito, existe um enorme tesouro cultural de recordações do SSEC na Universidade Estadual da Carolina do Norte:
http://www.lib.ncsu.edu/archives/collections/pdf/brooke_mc268.pdf
mas parece que a única forma de acessá-lo é presencialmente.

Obrigado!

- Frank

____________________________
De: "john backus" <jbackus1@xxxxxxx.xxx>
Para: "'Frank da Cruz'" <fdc@columbia.edu>
Cc: "'Dr. Herbert R.J. Grosch'" <hgrosch@xxxxxxx.xxx>
Assunto: RE: História da Computação de Columbia (novamente)
Data: Sun, 11 Jul 2004 14:26:03 -0700

Olá Frank,

Peço desculpas por não responder seu primeiro e-mail, mas o recebi no dia em que minha esposa faleceu, e as coisas têm estado agitadas desde então. Ainda estou muito ocupado trabalhando para editar e publicar o livro, ainda incompleto, no qual ela esteve trabalhando nos últimos sete anos.

Explorei apenas uma pequena parte do vasto material que você possui online, mas o que vi é fascinante. É realmente incrível como você conseguiu capturar tantos detalhes mínimos. Eu poderia ficar a vida toda acessando os intrigantes links inclusos.

É incrível como nossas trajetórias iniciais coincidem. Também é verdade que, quando eu estava lá, tudo o que as pessoas faziam na UVA era beber sem parar. Espero que você não tenha sido reprovado, como eu fui! Minha "carreira" na Columbia também foi financiada pela Lei GI. Eu estava me graduando em Matemática.

Passei muito pouco tempo no Watson Lab. Porém, lembro-me com carinho da minha passagem no SSEC. (Mas eu acho uma forçação excessiva considerá-lo como o primeiro computador de “programa armazenado” — embora em um dos programas eu realmente tenha utilizado algumas células de armazenamento especialmente preparadas como fonte de uma instrução, depois que alguns dados foram armazenados nela.) Espero poder ajudar de alguma forma.

Há tanta coisa a ser dita, mas tão pouco tempo. É provavelmente mais fácil se pudermos conversar por telefone. Qual o melhor horário para eu ligar?

-- John

____________________________
Data: Mon, 12 Jul 2004 12:44:27 EDT
De: Frank da Cruz <fdc@columbia.edu>
Para: "john backus" <jbackus1@pacbell.net>
Cc: "'Dr. Herbert R.J. Grosch'" <hgrosch@hotmail.com>
Assunto: RE: História da Computação de Columbia (novamente)

Peço desculpas por não responder seu primeiro e-mail,
mas o recebi no dia em que minha esposa faleceu, e as
coisas têm estado agitadas desde então.
>
Isso é a pior coisa que eu posso imaginar. Meus pêsames. Perto disso, a nostalgia por computação é inconsequente.

Ainda estou
muito ocupado trabalhando para editar e publicar o livro, ainda
incompleto, no qual ela esteve trabalhando nos últimos sete anos.
Deve ser difícil fazer isso.
>
Posso perguntar qual o tema dele?

Explorei apenas uma pequena parte do vasto material que você
possui online, mas o que vi é fascinante. É realmente incrível
como você conseguiu capturar tantos detalhes mínimos. Eu poderia
ficar a vida toda acessando os intrigantes links inclusos.
>
Obrigado, trata-se de um trabalho feito com amor — confesso possuir algum grau de nostalgia pela época em que os computadores eram projetados e utilizados para os cientistas resolverem problemas sérios (em comparação com os dias atuais, nos quais eles servem principalmente como dispositivos de entretenimento e compras).

O que mais gosto neste trabalho é como ele atrai pessoas que estiveram aqui há muitos anos. O site aparece em uma busca na web, ou alguém lhes informa sobre ele, e, então, eles escrevem para mim — e é assim que o site cresce. Além disso, tenho o prazer de colocar em contato amigos que não se falam há muito tempo (com a permissão deles, obviamente!)

É incrível como nossas trajetórias iniciais coincidem. Também é
verdade que, quando eu estava lá, tudo o que as pessoas faziam na
UVA era beber sem parar. Espero que você não tenha sido
reprovado, como eu fui'!
>
Eu vi a escrita na parede e saí antes que isso acontecesse — “você não pode me demitir, pois eu peço demissão!” :-)

Minha "carreira" na Columbia também foi
financiada pela Lei GI. Eu estava me graduando em Matemática.
>
A Lei GI foi algo maravilhoso. Sem ela, não sei o que meus pais teriam feito após a guerra. Eu me formei em Sociologia, entre todas as opções, e logo descobri que ninguém irá pagar para que você salve o mundo. Portanto, acabei (depois de trabalhar como taxista e de outros empregos estranhos) trabalhando na Escola de Engenharia e Departamento de Física da Columbia, onde alguns professores me acolheram e repassaram tarefas de programação — no Fortran, obviamente! — em seus primeiros minicomputadores, e me incentivaram a fazer cursos de graduação. Eventualmente, consegui me formar com uma bolsa, fui contratado pelo Centro de Computação e tenho trabalhado aqui desde então, colocando meus dois filhos para estudar com bolsa na Columbia — portanto, não posso reclamar.

Passei muito pouco tempo no Watson Lab. Porém, lembro-me com
carinho da minha passagem no SSEC. (Mas eu acho uma forçação
excessiva considerá-lo como o primeiro computador de
“programa armazenado” — embora em um dos
programas eu realmente tenha utilizado algumas células de
armazenamento especialmente preparadas como fonte de uma
instrução, depois que alguns dados foram armazenados nela.)
Espero poder ajudar de alguma forma.
>
Sim, eu sei que é uma forçação. :-)

Há tanta coisa a ser dita, mas tão pouco tempo. É provavelmente
mais fácil se pudermos conversar por telefone. Qual o melhor
horário para eu ligar?

Qualquer horário entre 9:00 am e 1:00 pm ou 2:00 pm e 6:00 pm, horário do leste, exceto nesta quinta à tarde, pois estarei no dentista.

1 xxx xxx-xxxx
Obrigado por me responder!

- Frank

(Não falei mais com ele depois disso.)


Publicações Selecionadas:

Referências::

Referências ao Fortran e Algol:

Links (todos bons partir de 4 de setembro de 2012):

Obituário:


Fonte original: http://www.columbia.edu/cu/computinghistory/backus.html
Traduzido por Gary de PromoVouchers.co.uk

Última atualização: Thu Sep 29 11:25:17 2016


Frank da Cruz / fdc@columbia.edu / Columbia University Computing History